Acreano desclassificado do BBB19 é investigado por estupro e lesão corporal

23.01.2019 12:09 Por REDAÇÃO ONLINE

Vanderson foi intimado a prestar depoimento após denúncias e acabou sendo desclassificado nesta quarta (23). Vítimas não quiseram comentar o caso.


Vanderson foi desclassificado do BBB19 após ser intimado a prestar depoimento — Foto: Globo/Victor Pollak

Vanderson foi desclassificado do BBB19 após ser intimado a prestar depoimento — Foto: Globo/Victor Pollak

O acreano Vanderson Brito, desclassificado nesta quarta-feira (23) do BBB19, está sendo investigado por estupro e lesão corporal. De acordo com a delegada Juliana d’Angelis, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Rio Branco, três mulheres apresentaram denúncia contra Vanderson depois que ele foi anunciado no reality.

Ao G1, a família de Vanderson disse que ainda está analisando a situação antes de se posicionar e não informou se o ex-participante tem advogado. A reportagem entrou em contato com duas das três vítimas que fizeram as denúncias contra o ex-BBB, mas nenhuma delas quis comentar o caso.

O ex-participante foi desclassificado do programa depois de ser intimado a prestar depoimento dentro da casa do BBB. A intimação foi feita nesta quarta pela delegada Rita Salim, titular da (Deam), no Rio de Janeiro (RJ), a pedido da delegada do Acre, Juliana.

“Essa semana apareceram aqui três mulheres que registraram ocorrência sobre ele e a gente já instaurou, no caso são dois inquéritos e um termo circunstanciado. Um dos inquéritos é por lesão corporal leve e no outro estupro e um termo circunstanciado por importunação e tentado ao pudor. Cada crime foi denunciado por uma das vítimas que denunciou o acusado”, explicou Juliana.

Denúncias

Sobre as denúncias, a delegada disse que uma das vítimas afirmou ser ex-namorada de Vanderson e relatou ter sofrido violência física. A outra denúncia é de estupro e foi relatada por uma ficante do rapaz e a terceira, segundo a delegada, nunca manteve qualquer tipo de relação com o suspeito.

Ainda conforme Juliana, Vanderson deve ser ouvido em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, mas o processo corre em Rio Branco. A delegada afirmou que ainda não recebeu informação se o ex-participante foi ouvido.

“Lá foi só para ser o interrogatório, ele vem só quando for ter audiência, no caso de agressão física, mas isso é futuramente, pode ser em dois ou três meses. Essa oitiva é preciso para fechar o inquérito. Ainda não recebi”, concluiu Juliana.

A família de Vanderson usou a conta dele no instagram para lamentar sua desclassificação no BBB19. Na postagem, eles dizem que não existe um veredicto final da Justiça e que ficaram ‘perplexos’ com a notícia.

Uma das regras do programa diz que a saída de um candidato da casa resulta em desclassificação. Vanderson não será substituído e o programa seguirá com 15 participantes. O apresentador Tiago Leifert anunciará a decisão na edição desta noite.

Fonte: G1

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.