Acreanos morrem em acidente de moto na Argentina: ‘era o sonho deles’, diz mãe de uma das vítimas

02.01.2019 14:56 Por REDAÇÃO ONLINE

Vítimas viajavam de motocicleta quando foram atingidas por caminhonete. Familiares dizem que corpos vão ser levados para Foz do Iguaçu e em seguida para o Acre.


Acreanos morreram em acidente grave em estrada da Argentina — Foto: Arquivo pessoal

Acreanos morreram em acidente grave em estrada da Argentina — Foto: Arquivo pessoal

Dois acreanos morreram em um acidente grave envolvendo duas motocicletas e uma caminhonete nesta terça-feira (1º) na Argentina. As vítimas são Francisco Mardens, de 40 anos, morador de Cruzeiro do Sul, interior do Acre, e Renato César Bronsoni, de 33 anos, de Rio Branco.

G1 conversou com familiares dos motociclistas que informaram que eles estavam viajando há cerca de 12 dias. As vítimas estavam em um grupo de seis pessoas.

De acordo com um site argentino, além dos dois acreanos, um argentino que estava na caminhonete também morreu no acidente.

Muito emocionada, a mãe de Mardens, Rossilda Sales, disse que a família foi avisada sobre o acidente ainda na terça pelos amigos que estavam com ele na viagem. Segundo ela, essa era a viagem dos sonhos do filho e dos amigos que costumavam viajar de motocicleta.

“Essa era a quarta viagem que ele fazia com os amigos, era o sonho dele, era o que ele gostava de fazer. Acho que chega a confortar a gente, saber que ele estava fazendo o que gostava. Já vinha há um tempo se preparando para essas viagens. Infelizmente, chegou a notícia dessa fatalidade. Tenho certeza que não foi culpa dele, que foi o rapaz da caminhonete que atropelou ele”, falou a mãe.

Rossilta conta que o mais difícil é a questão da burocracia. De acordo com ela, ainda não é possível saber que dia o corpo do filho vai chegar na cidade de Cruzeiro do Sul. A mãe conta que os corpos vão ser levados para Foz do Iguaçu e, de lá, seguem para Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

“Está longe, em um país diferente, a gente sabe que a burocracia é muito grande. Depende de muitos documentos, estamos providenciando. Não podemos dar uma previsão agora de qual dia ele chega, mas esperamos que daqui dois ou três dias seja resolvido”, afirma Rossilda.

A cunhada de Bronsoni, Laurete Lopes, disse que a mulher dele está muito abalada e não consegue falar ainda sobre o que aconteceu. Bronsoni deixou três filhos, de 8, 5 e 3 anos.

“Eles já tinham feito a viagem para o Peru umas duas vezes, em 2018 foram para o Atacama. Eram acostumados a fazer essas viagens e essa agora era a dos sonhos de todos eles. Saíram daqui dia 20 de dezembro e tinham como destino a Argentina e iriam voltar pelo Peru. Um irmão dele estava junto nessa viagem e é quem está passando as informações para a gente e cuidando dos trâmites para trazer o corpo”, conta a cunhada.

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul emitiu uma nota de pesar pela morte de Francisco Mardens, que era servidor público, lotado na Secretaria Municipal de Educação no cargo de motorista.

“A Prefeitura de Cruzeiro do Sul manifesta o seu mais profundo pesar pelo falecimento do Servidor Público Municipal Francisco Mardens Lima Feitoza. Mardens faleceu na Argentina em um grave acidente de trânsito. O mesmo estava em uma excursão com um grupo de motoqueiros acreanos pela América do Sul. Nesse momento de dor e tristeza, a Prefeitura se solidariza com os familiares, amigos e colegas do colaborador”, disse a prefeitura em nota.

Fonte: G1

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.