Atuação do MPAC garante condenação de réus acusados de degolar adolescente em Rio Branco

03.06.2019 14:21 Por REDAÇÃO ONLINE

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) obteve, nesta sexta-feira (31), no plenário da 1ª Vara do Tribunal do Júri, a condenação a 23 anos de reclusão dos dois réus acusados pela morte do jovem Cristiano Rodrigues de Lima.

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri reconheceu que Marcelo Pereira Barbosa e Francisco Leonardo do Nascimento Vieira praticaram crime de homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

A argumentação de acusação foi sustentada pelo promotor de Justiça Teotônio Rodrigues Soares Júnior, da 10ª Promotoria de Justiça Criminal.

O crime aconteceu no ano de 2017, quando Cristiano Rodrigues de Lima foi encontrado em estado de decomposição em um terreno baldio, no bairro Rosalinda, apresentando corte profundo na garganta. Um dos réus disse ter bebido o sangue da vítima.

Na dosimetria da pena, o juiz Clovis de Souza Lodi levou em consideração circunstâncias como a amizade que a dupla tinha com a vítima, o que facilitou que fosse levado ao local do crime e impediu qualquer tentativa de socorro.

Com fundamento no total da pena e por se tratar de um crime hediondo, o juiz determinou o cumprimento da pena em regime inicialmente fechado.

Fonte: MPAC.

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.