Bombeiros resgatam corpo de homem que sumiu em rio de Feijó

05.03.2019 17:32 Por REDAÇÃO ONLINE

Raimundo Sangama sumiu nas águas do Rio Envira, em Feijó, no domingo (3) e o resgate ocorreu nesta segunda (4).

Por G1


O Corpo de Bombeiros do Acre resgatou o cadáver de Raimundo Sangama, de 40 anos, que estava desaparecido nas águas do Rio Envira, em Feijó, interior do Acre, desde o domingo (3).

O resgate ocorreu na segunda-feira (4), mas o caso foi divulgado nesta terça (5) pelos bombeiros.

O major Cláudio Falcão, chefe da comunicação do Corpo de Bombeiros, explicou que o homem morava na Aldeia Paranauá, distante 45 minutos pelo rio de Feijó.

“Havia suspeitas de homicídio, não sabíamos se alguém o jogou no rio ou fez algum outro mal para ele, a Polícia Civil também foi acionada. A olho nu não deu para perceber se tinha alguma perfuração de arma de fogo ou arma branca, até porque tinha uma parte dele que estava comida pelos peixes”, explicou.

Homicídio descartado

Ao G1, o delegado responsável pelo caso, Obetânio dos Santos, contou que a necropsia apontou afogamento como causa da morte. Porém, a polícia vai ouvir, na quinta (7), moradores e familiares da vítima para saber o que de fato aconteceu.

“Estive pessoalmente no hospital e conversei com o médico que atendeu a ocorrência, que apontou afogamento. Não identificou sinais de violência, verificou o crânio dele para saber se tinha alguma marca, pescoço e não encontrou. Intimamos as pessoas que fizeram os últimos contatos com ele para saber se houve alguma situação”, confirmou o delegado.

Ainda segundo o major, a região da cabeça da vítima estava deteriorada. A família ligou para a cidade pedindo ajuda para encontrar a vítima.

“A comunidade da redondeza suspeita de crime. No local é possível ligações telefônicas e acionaram os bombeiros . O corpo estava às margens do rio”, concluiu Falcão.

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.