Deputado Nicolau Júnior sai em defesa do Dnit na Aleac

09.11.2017 13:10 Por Redação Juruá Online

O deputado Estadual Nicolau Júnior usou a tribuna da Aleac nesta quarta-feira, 8, para defender a transparência nos serviços realizados na BR 364 sobre a responsabilidade do Dnit.
“O DNIT, antes de licitar essa obra, foi até os órgãos de controle (TCU, CGU, Polícia Federal, MPF) e fez uma explanação completa sobre o projeto que seria executado, dando todos os detalhes; além disso, promoveu audiências públicas em Tarauacá e Cruzeiro do Sul, convidando todos órgãos de controle, parlamentares e sociedade em geral’, explicou.

O trabalho que vem sendo realizado tem sido acompanhado de perto pelos órgãos controladores;
De acordo com Nicolau, o problema do pavimento da BR-364 não é o asfalto, é a estrutura por baixo dele.
“O DNIT não está tirando o asfalto para colocar 3cm de pedra, na Verdade, o DNIT está fazendo primeiramente toda correção de pontos críticos, fazendo remendos, tirando borrachudos, trocando solo ruim, depois vem com a máquina recicladora, reciclando a estrutura existente”, disse.

Segundo Thiago Caetano, Superintendente do Dnit no acre, “o asfalto é só a cobertura do bolo, o que importa é o que está por baixo dele”. Caetano disse que todo cuidado está sendo tomado para não ter desperdício de recursos públicos.
“Outra coisa que precisa ser destacada é que esse projeto é para 3 anos e ainda estamos no primeiro ano de contrato”, concluiu.
Nicolau Júnior parabenizou o superintendente do órgão pelos avanços na obra da 364.

“Na Verdade, eu gostaria era de parabenizar grandemente o Thiago, porque ele fez milagre com o tempo e o dinheiro que tinha, uma vez que eu ouvi de várias pessoas que já trabalharam nessa rodovia que o DNIT não conseguiria restaurar nem 50km dessa rodovia esse ano, muitos afirmavam categoricamente que ela iria fechar”, desabafou.
A meta inicial do DNIT era restaurar esse ano cerca de 80 a 100km de pontos críticos; porém está terminando o ano com cerca de 150 km de estrada restauradas, 80 erosões feitas entre o trecho de Sena Madureira até Tarauacá; além disso, corrigiu todos os pontos de atoleiros e pontos críticos entre Tarauacá e o Rio Liberdade.

Assessoria de Comunicação

Recomendado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.