Gigantes pela própria natureza

30.08.2017 15:02 Por Redação Juruá Online

            Confesso que estou um tanto sobrecarregada, mas dentre as diversas atividades que eu realizo no dia a dia, essa de manter vocês conectados no meu e no mundo das pessoas com deficiências é a que mais me satisfaz. Então, hoje me esforcei para escrever sobre o Campeonato Regional Norte de Bocha Paralímpica 2017, que aconteceu no Sesi de Ananindeua (PA).

            A disputa, que serve de seletiva para o Campeonato Brasileiro da tal modalidade foi uma realização da Associação Nacional de Desporto para Deficientes (ANDE) com apoio do Governo do Estado do Pará, por meio do Núcleo de Articulação e Cidadania (NAC) e o Plano Estadual de Ações Integradas à Pessoa com Deficiência (Existir), em parceria com a Polícia Militar e as Secretarias de Estado de Esporte e Lazer (Seel), Saúde (Sespa), Educação (Seduc), por meio do Núcleo de Esporte e Lazer (NEL), e a Secretaria de Assistência Social, Trabalho Emprego e Renda e Educação (Seaster).

Sei que, normalmente todos os agradecimentos vêm em finais de textos, mas como eu sou a “diferentona” (risos) começo desde daqui. Quero registrar aqui toda a minha gratidão ao prefeito de Cruzeiro do Sul, que através da Dayana Maia não mediu esforços para me possibilitar tanto ir para a fase estadual de bocha como para a regional. Sério, se não fosse a imensa ajuda deles com certeza eu não estaria dando tanto orgulho para os cruzeirenses e acreanos na área esportiva, pois no período em que nos encontramos quase ninguém tem essa sensibilidade de contribuir financeiramente para os sonhos alheios. Por isso, de coração gostaria de parabenizar o seu Ilderlei Cordeiro, a Dayana e todos os outros por apoiarem, incentivarem e apostarem todas as suas cartas em mim e no esporte adaptado. Eu garanto que não desperdiçarei a oportunidade que vocês estão me promovendo e sem dúvida nenhuma, irei sempre dar tudo de si para honrar mais ainda a confiança que os integrantes da Prefeitura de Cruzeiro do Sul possuem por mim.

Entretanto, após essa merecida expressão de agradecimento, falarei do Pará, a terra do carimbó. Só não prometo contar tudo o que vive, porque metade das coisas que aconteceram em Ananindeua é claro que fica lá! (Risos). Para mim, poder se juntar com a delegação acreana de bocha e representar o Acre em outro estado foi um fantástico episódio da minha vida. Além dos técnicos e acompanhantes, ao todo foram cinco competidores do estado, sendo quatro homens e uma única moça (eu! Rsrs). Não sei porque na cerimônia de abertura me deram a honra de ser a porta-bandeira do nosso estado, mas eu fui e procurei controlar a minha emoção de carregar com o auxílio do meu professor a nossa bandeira. Depois disso, os jogos se iniciaram. Com isso, assim como os demais jogadores fui tomada pela tenção, nervosismo e até um certo medo por não ser capaz de desenvolver o que venho treinando todos esses anos. Mas, no meio de tudo isso possuía uma certeza: tinha que está à altura da minha equipe, que por sinal arrasa. Então, por mais que se tornasse difícil eu tentei e consegui. Fiz bonito como os meus colegas. E embora a vontade fosse de levar os cinco paratletas acreanos para o Campeonato Brasileiro de Bocha somente três conquistaram vagas: eu, Alex e Mimi.

Três alcançaram o objetivo da viagem com sucesso, mas é lógico que isso não tira o talento dos outros dois. Nós todos, apesar de nossas limitações particulares fomos, lá em Ananindeua GIGANTES pela própria natureza, sendo ainda reconhecida por meio de um troféu belíssimo como a melhor equipe da competição. Portanto, mais uma vez, venho externalizar o meu agradecimento aos nossos técnicos e acompanhantes que se se dedicavam e disponibilizavam toda hora e em qualquer circunstância para cuidar, feito mãe e pai da gente. Agradeço aqui também à APAE de Cruzeiro do Sul por me emprestar o kit de bocha e liberar o meu professor Núbio para me acompanhar. Ao meu professor e todos os que me ajudam a treinar o meu muito obrigado também, eu não teria chegado onde estou sem vocês. Agora o lema é #Foconobrasileirão (rsrs).

Por: Ritinha

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.