Governador diz que conta de internet do Depasa custava R$ 57 mil por mês em Cruzeiro do Sul

06.06.2019 15:10 Por REDAÇÃO ONLINE

Em entrevista coletiva na manhã desta quinta feira (6) no programa Bom dia Juruá na radio Juruá FM o governador Gladson Cameli causou espanto ao dizer que a conta de internet do Depasa em Cruzeiro do Sul chegou a custar R$ 57 mil em um mês e pediu aos órgãos controladores para fiscalizar o caso.

“Aos órgãos controladores, Ministério Publico, Polícia Federal, Policia Civil, que fiscalizarem. Isso me revoltou, eram 8G internet que custava  R$$ 57 mil em um mês  e agora esta em  R$ 129. Isso é brincar com o dinheiro do povo, quando me falaram quase enfartei”, afirmou o governador.

A entrevista durou cerca de uma hora, Gladson Cameli falou de vários assuntos, respondeu as perguntas dos jornalistas e foi questionado sobre as dificuldades que tem encontrado de governar. E afirmou que a maior dificuldade não é a falta de recursos mais de pessoas que estavam acostumados a viver sem trabalhar e recebendo do estado.

“A maior dificuldade é que muitos querem emprego e não trabalho, aqueles que estavam acostumados esta em uma rede esperando cai do céu e cair dinheiro na conta todo mês e querendo que a gente mantenha”, disse.

Em relação à saúde, o governador disse que esta é área com mais problema no governo. Não  por falta de recursos financeiros, mas por falta de pessoal e de gestão. O governador disse também que tem consciência dos problemas na saúde e que quer resolver, mais tem encontrado dificuldades principalmente nos municípios do interior onde médicos com CRM não querem ir.

O governador chegou a dizer que se irrita quando fala sobre saúde porque sabe que tem gente morrendo nas filas dos hospitais e o dinheiro do governo está  indo embora.

“Como é que está certo um negocio desse se peguei todos os processos licitatórios e mandei para o Procuradoria Geral  investigar e  todos tem superfaturamento, um negocio desse o quê que é?” questionou.

Sobre as empresas terceirizados que prestam serviços para o estado  e tem atrasado os salários dos funcionários, Cameli disse que no seu governo  não vai tolerar esse tipo de situação. “Os dono de empresas terceirizadas que vamos logo arrumando a trochazinha porque no meu governo não vai da certo esse tipo de chantagem não”, garantiu

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.