MP-AC apura falta de reforma em banheiro e refeitório de escola infantil de Rio Branco

15.05.2019 15:28 Por REDAÇÃO ONLINE

MP-AC instaurou inquérito civil para apurar falta de reforma na Escola Infantil Dom Giocondo Maria Grotti. Educação de Rio Branco garantiu que obras começam no próximo dia 30.

Por G1


Colégio infantil precisa de reforma no refeitório e banheiros, diz PM-AC  — Foto: Google Street View

Colégio infantil precisa de reforma no refeitório e banheiros, diz PM-AC — Foto: Google Street View

O Ministério Público do Acre (MP-AC) investiga a falta de reforma no banheiro e refeitório da Escola Infantil Dom Giocondo Maria Grotti, no bairro Bosque, em Rio Branco. Um inquérito civil foi instaurado para apurar a falta de reparo na estrutura do colégio.

O Núcleo de Apoio Técnico do MP-AC (NAT) ficou responsável por elaborar um relatório de vistoria no colégio. O órgão solicitou ainda que a Secretaria de Educação do município encaminhe informações e soluções sobre os problemas destacados.

O secretário de Educação municipal, Moisés Diniz, afirmou que a reforma no colégio está prevista para iniciar no dia 30 deste mês e deve ser concluída em 45 dias.

“Vamos iniciar esse trabalho de adequação. Essa ação inclui reforma no refeitório e nos banheiros e vamos aproveitar para fazer a adequação da área de armazenamento de alimentos, que é a questão da cantina com três espaços. O projeto está pronto e vamos começar dia 30”, garantiu.

O inquérito é da Promotoria de Justiça Especializada em Defesa da Educação e solicitado pelo promotor de Justiça Ricardo Coelho. Além do problema na estrutura, o MP-AC destacou que o colégio não possui certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros e nem o alvará sanitário.

Sobre a demanda, Diniz acrescentou que todas as escolas do município e do estado não possuem o plano de prevenção e combate a incêndio e pânico. Porém, ele afirmou que montou um grupo de trabalho para elaborar o plano.

“Nossas escolas não têm esses planos, algumas já têm extintores, outras não, mas precisamos de um plano de prevenção que envolve várias secretarias, o Corpo de Bombeiros e a Vigilância Sanitária”, frisou.

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.