MPAC apoia desenvolvimento de aplicativo S.O.S. Maria voltado para a proteção da mulher

05.12.2018 10:41 Por REDAÇÃO ONLINE

A procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, participou nesta terça-feira, 4, de uma reunião interinstitucional, na Casa Civil, onde a governadora em exercício Nazareth Araújo apresentou para diversos parceiros, o aplicativo de celular S.O.S. Maria, uma nova ferramenta de segurança pública usada na proteção à mulher.

Os procuradores de Justiça Patrícia Rego e Sammy Barbosa também participaram do evento, além de membros do Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC), Segurança Pública Estadual e da Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC).

Inspirado num projeto de sucesso do Piauí, o aplicativo atuará com duas funções: a de denúncia, que pode ser feita até por terceiros; e o “botão do pânico”, em que a mulher poderá chamar a polícia, sem alardes, durante uma tentativa de agressão, apenas por geolocalização.

“O Ministério Público parabeniza o governo do Estado por essa iniciativa, pois entendemos a relevância desta defesa perante a sociedade. Por meio do nosso Centro de Atendimento à Vítima [CAV], também desenvolvemos um trabalho de defesa e proteção às mulheres, então, essa causa vem ao encontro da nossa luta”, destacou Kátia Rejane.

O projeto desenvolvido pela governadora Nazareth Araújo contou com recursos doados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e envolveu o esforço conjunto da Secretaria de Segurança Pública (Sesp), Secretaria de Ciência e Tecnologia (Sect) e a Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres (SepMulheres). Ele também conta com o apoio do MPAC, TJAC e DPE/AC.

“Esse é um instrumento muito importante a ser colocado à disposição das mulheres. Essa defesa precisa ser um compromisso a ser assumido por todos nós, não somente enquanto homens públicos, mas como seres humanos para ter sororidade, solidariedade para com o outro”, frisou a procuradora de Justiça e coordenadora do CAV, Patrícia Rego.

Segundo a secretária de Ciência e Tecnologia, Renata Souza, aos poucos, novas funcionalidades ainda serão colocadas no S.O.S. Maria. “Ele tem duas funcionalidades no momento que é do de denúncia de uma agressão e o ‘botão do pânico’. Futuramente, também será implantada a função da gravação de voz e a função específica para mulheres em medida socioprotetiva”, destaca.

Entusiasta do projeto, a desembargadora Eva Evangelista agradeceu a iniciativa da governadora e seu papel em unir mulheres das principais instituições públicas do Estado contra a violência doméstica e o machismo. “Essa é uma rede extraordinária, porque é uma rede que funcionou efetivamente e muito anima termos o avanço desse projeto aqui no Acre”, conta.

O aplicativo S.O.S. Maria será lançado nesta sexta-feira, 7, estando disponível de imediato para Android e em breve para iOS.

Ana Paula Pojo – Agência de Notícias do MPAC

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.