No AC, Correios fazem mutirão para conseguir entregar 9 mil correspondências atrasadas após greve dos caminhoneiros

07.06.2018 11:47 Por REDAÇÃO ONLINE

Previsão é que no máximo em 15 dias tudo já esteja normalizado, segundo o superintendente dos Correios no Acre, Raimundo Luiz de Souza.

Com ao menos 9 mil correspondências no Acre atrasas após a greve dos caminhoneiros, os Correios informam que vão fazer um mutirão para conseguir entregar todos os documentos. A greve dos caminhoneiros durou 11 dias e acabou após um acordo da categoria com o governo federal.

O superintendente dos Correios no Acre, Raimundo Luiz de Souza, disse que diariamente no estado são entregues duas mil encomendas, mas que essa demanda ficou atrasada por causa da greve.

“Está sendo feito um esforço para colocar as entregas dessas encomendas em dia. Elaboramos um plano de contingência para entregar essas encomendas no mais curto prazo. Funcionários de outros setores vão estar no mutirão e também nos feriados, sábados e domingos. A previsão é que no máximo em 15 dias tudo já esteja normalizado”, garantiu.

O presidente do Sindicato dos Correios do Acre, Cleyton Nogueira, concordou que a paralisação dos Correios afetou as entregas, mas afirmou que o atraso nos serviços não é de agora.

“A empresa usa desses artifícios para tentar manter os serviços, mas a gente sabe que esse mutirão não resolve, o que a gente precisa mesmo é que sejam realizados concursos públicos aqui no Acre. A gente tem uma defasagem de mais de 100 carteiros para tentar manter a qualidade dos serviços”, reclamou.

No AC, Correios fazem mutirão para conseguir entregar 9 mil correspondências atrasadas após greve dos caminhoneiros (Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre)

No AC, Correios fazem mutirão para conseguir entregar 9 mil correspondências atrasadas após greve dos caminhoneiros (Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre)

Fonte: G1

Recomendado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.