No AC, polícia prende suspeito da morte de ex-vereador de Capixaba e comparsa continua foragido

26.02.2019 11:07 Por REDAÇÃO ONLINE

Werisson Modesto Ferreira, de 20 anos, foi preso, confessou o crime e entregou o comparsa, Kelvin Joseph Alves de Souza, que está foragido, à polícia.

Por G1


Werisson Modesto Ferreira, de 20 anos, foi preso e confessou o crime. — Foto: Divulgação PC/AC

Werisson Modesto Ferreira, de 20 anos, foi preso e confessou o crime. — Foto: Divulgação PC/AC

A Polícia Civil de Capixaba, no interior do Acre, prendeu na manhã deste sábado (23) um dos suspeitos de matar com um tiro na cabeça o ex-vereador Damião Queiroz, de 35 anos, na última sexta-feira (22).

Werisson Modesto Ferreira, de 20 anos, foi preso e confessou o crime e entregou o comparsa, Kelvin Joseph Alves de Souza, que está foragido.

“Conseguimos efetuar a prisão de um, o outro está foragido. Um já confessou a participação no crime. Ele [Werisson] falou que os dois iam fazer o roubo porque queriam o dinheiro que a vítima tinha sacado e eles ficaram sabendo”, disse o delegado Roberto Lucena, responsável pelo caso.

Kelvin Joseph Alves de Souza segue foragido. — Foto: Divulgação PC/AC

Kelvin Joseph Alves de Souza segue foragido. — Foto: Divulgação PC/AC

O delegado disse que os suspeitos iam fazer o assalto em duas casas. “Na primeira, eles foram e não entraram porque parece que tinha muita gente acordada no local e foram na segunda, que é a casa do ex-vereador. Eles atiraram porque ele [vereador] teria reagido”, acrescentou.

Queiroz era agricultor e comprava castanha e isso teria sido a motivação do crime, ocorreu na Rua Cleto Reinaldo Ramos, área central da cidade. A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada até Rio Branco, mas não resistiu.

Momentos de angústia

A mulher de Queiroz, Nilciane Souza de Melo, de 32 anos, contou como foi a ação dos bandidos na madrugada de sexta. Ela disse que os dois homens estavam encapuzados e invadiram a casa em busca de dinheiro.“Eles achavam que a gente tinha dinheiro e perguntaram onde estava o dinheiro da castanha. Só que não deu tempo do meu marido responder”, contou.

Ainda conforme Nilciane, havia um rapaz boliviano que dormia na área externa da casa. Ele foi agredido e lançado sobre a porta, quando o ex-vereador saiu do quarto para ver o que estava acontecendo já foi abordado pelos bandidos. O tiro acertou a cabeça de Queiroz.

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.