Sobe para 5 o número de mortos na explosão em barco no Juruá

27.06.2019 9:59 Por videos

O trabalhador rural, Valdir Torquato da Silva, de 51 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira (27) no Hospital João Paulo XXIII em Belo Horizonte (MG). Ele era uma das vítimas do barco que explodiu durante o abastecimento no Bairro Miritizal em Cruzeiro do Sul, no dia 7 de junho. Cinco pessoas já morreram em consequência da tragédia.

A informação foi confirmada pela filha da vítima, Cleonice Ferreira da Silva. No dia do acidente, seu Valdir estava na embarcação com a esposa e um filho de 4 anos. Os três retornariam a Marechal Thaumaturgo onde moravam. O garoto Paulo Victor está internado no mesmo hospital de BH e apresenta melhoras, porém, continua entubado na UTI. A mãe dele está internada em um hospital de Goiânia e também segue na UTI.

A família agora busca informações das autoridades de saúde do Acre sobre o translado. Valdir Torquato da Silva que era pai de 14 filhos, deve ser sepultado em Marechal Thaumaturgo.  

Ao menos 15 pessoas entre as 18 feridas tiveram complicações graves. Apenas um paciente teve alta, os demais foram transferidos para Rio Branco, Brasília, Belo Horizonte e Goiânia.

O barco era abastecido diretamente por um caminhão tanque quando houve a explosão. Segundo o Corpo de Bombeiros esse tipo de abastecimento é ilegal, principalmente com passageiros a bordo. A Polícia Civil abriu um inquérito para apurar as responsabilidades. O responsável pelo barco está entre os feridos.

Genival Moura do Juruá Online

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.