Operação investiga irregularidades em órgãos municipais em Sena Madureira

20.12.2018 13:45 Por REDAÇÃO ONLINE

Concessão de vantagens e benefícios indevidos a servidores públicos municipais, contratações, licitações, contratos e convênios com indicativos de irregularidade motivaram a deflagração da Operação Contas a pagar, na quarta-feira, 19/12, em Sena Madureira, pelo Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por intermédio da Promotoria de Justiça Criminal e Núcleo de Apoio Técnico (NAT).

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão nas secretarias de Administração, Finanças e Planejamento, além do setor de Gestão com Pessoas da Prefeitura de Sena Madureira. Com a conclusão da medida que se estendeu ao longo do dia, apreendeu-se cerca de trinta e dois volumes em documentos, quatro aparelhos celulares, além da extração de dados em mídias (computadores).

“A medida autorizada pela Justiça é de natureza exclusivamente probatória e tem por objetivo angariar elementos de informação relativos ao objeto das investigações. Com as apreensões, a documentação e demais bens seguirão para análise técnica”, explicou o promotor Fernando Henrique Terra.

O promotor esclareceu, ainda que, diferente do que foi veiculado em mídias jornalísticas, a denúncia vem sendo investigada desde o início do ano de 2017 e não partiu de nenhum representante da Câmara Municipal de Vereadores.
Também acompanharam a operação os promotores Bernardo Albano, coordenador-geral do NAT, em exercício, e Juliana Hoff.

Agência de Notícias do MPAC, com informações da Promotoria de Justiça Criminal de Sena Madureira

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.