Pastor é preso suspeito de oferecer carona e estuprar fiéis no interior do Acre

29.01.2019 12:25 Por REDAÇÃO ONLINE

Três mulheres denunciaram que foram estupradas depois de aceitarem pegar carona com pastor. Segundo delegado, homem de 34 anos negou as acusações.

Por G1


Três mulheres denunciaram que foram estupradas depois de aceitarem pegar carona com pastor — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Três mulheres denunciaram que foram estupradas depois de aceitarem pegar carona com pastor — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um pastor de 34 anos foi preso, na segunda-feira (28), suspeito de estuprar fiéis de uma igreja em Acrelândia, no interior do Acre. De acordo com o delegado que investiga o caso, Samuel Mendes, três mulheres denunciaram que foram estupradas pelo homem depois de aceitarem pegar carona com ele.

Conforme o delegado, o número de vítimas pode aumentar, já que outras mulheres foram ouvidas, mas acabaram preferindo não formalizar a denúncia com medo da exposição. O pastor foi preso preventivamente e levado para o presídio.

“Elas relataram que pegaram carona com ele e que, no meio do caminho, o pastor começava a assediar e passar a mão pelo corpo delas. Mesmo com a recusa, ele consumava o ato, já que estavam dentro do carro e em local isolado. Todas elas são frequentadoras da igreja onde ele congregava e algumas até ocupavam cargo de obreira”, afirmou o delegado.

Conforme a polícia, o suspeito usava a influência do cargo de líder religioso para intimidar as vítimas. O delegado afirmou ainda que o homem negou que tenha cometido qualquer crime.

Fonte: G1

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.