PCC e Bonde dos 13 são as facções no Acre que atuam para eliminar agentes penitenciários

16.06.2017 9:56 Por Redação Juruá Online

O PCC e seu séquito do Bonde dos 13 são os dois grupos que mais ameaçam e matam agentes penitenciários no Acre. De acordo com José Janes, presidente da Associação dos Agentes Penitenciários do Acre, trata-se de uma briga de gato e rato, em que 90% dos agentes vivem diretamente ameaçados por esses dois grupos apesar de que há outros, como o Comando Vermelho, que tenta se impor nos presídios acreanos também. “De janeiro para cá 80 agentes tiveram de mudar de suas casas por causa de ameaças”, confirmou José Janes, presidente da associação.

A última ocorrência foi registrada nesta quinta-feira, 15, quando um agente foi ferido à bala e corre o risco de ficar cego.

O PCC usa o Bonde dos 13, grupo genuinamente acreano, como estratégia de guerra contra o CV, que é a facção com a qual o Primeiro Comando da Capital disputa o controle das fronteiras do Acre com a Bolívia e o Peru. No meio dessa guerra, estão os carcereiros.

Fonte: AC 24 Horas

Recomendado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.