Frustração nacional

12.06.2017 13:47 Por Redação Juruá Online

            Por mais que eu tente se esquivar dos assuntos políticos é impossível ser leiga disso, no meio da frustração nacional e abominável em que se encontra o cenário político do país. Porque, contudo, assim como a maioria dos brasileiros eu também estou sendo um tanto afetada pela tamanha irresponsabilidade dos especialistas em usurpação de dinheiro público.

            Estou falando isso não por ser aos olhos de vários uma “deficiente”, falo por ter opinião própria e por ser acadêmica de uma Universidade Federal, que hoje não é lá essas coisas, mas que você, apesar dos percalços pode concluir uma boa graduação.

Sou convicta que a situação está preta para todo mundo, porém, para quem é universitário está mil vezes pior pode acreditar! O problema se estabiliza nas nossas vidas, porque mais da metade dos estudantes dependem de algum tipo de auxílio financeiro, custeado pelo governo federal para continuar frequentando as suas aulas e agora, por decorrência da roubalheira dos políticos reduziram a quantidade de bolsas financeiras nos deixando tanto em maus lençóis que alguns pensam até em desistir dos seus estudos, assim como eu.

            Necessitar ficar “correndo” atrás de um e de outro para disponibilizar um carro, litros gasolina e dinheiro para ir à Universidade me tira do sério sim! Gente, é um direito meu! Todos deveriam ser inteligentes o suficiente para saberem disso, essencialmente os que tomam de conta do nosso capital. Por lei, eu jamais deveria ter dores de cabeça pensando em como iria chegar ou ser recebida adequadamente por uma instituição de ensino. Entretanto, o que me faz mais furiosa mesmo é não receber, por causa de uma crise econômica mentirosa 400 reais para facilitar a minha ida à aula, sendo que depois vejo milhões, bilhões, trilhões de dinheiro indo para o lixo do bolso dos nossos governantes.

            Me digam: o que custa comprar peças novas para um carro do estado, o que são 150 litros de gasolina e 400 reais mensais perante os milhões roubados todos os dias? Indubitavelmente uma merreca, não é?! No entanto, um dinheiro alheio, por sua vez, pode até satisfazer ou comprar uma pilha de coisas mundanas, mas quando você, filho morre não leva NADA nem mesmo o tostão furado que saqueou durante anos. Então, parem de nos assaltar! Além de ser feio e vexatório, é crime hediondo, viu? E população, acorda! Pois, só seremos os palhaços da história até o dia que quisermos, depois deste os políticos que serão passados para trás.

Por: Rita Andrade

Recomendado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.