Homem aguarda há seis meses por tratamento de hérnia de disco e não tem resposta do TFD

22.03.2017 15:04 Por Redação Juruá Online

A família do encanador Joaquim Gomes da Silva procurou a equipe da TV Juruá para reclamar da demora em um encaminhamento pelo Tratamento Fora de Domicílio (TFD). Segundo a família ele possui laudos médicos que apontam a presença de cinco hérnias de disco e o tratamento precisa acontecer em Rio Branco. O paciente conta que deu entrada através do Tratamento Fora de Domicilio o TFD no mês de setembro do ano passado e ainda não teve resposta. A cada dia a situação se agrava ainda mais.  Joaquim trabalhava como encanador, agora só anda dentro da pequena casa onde mora e com a ajuda da irmã.

“Sinto-me constrangido, pois tenho que depender dos outros, não posso trabalhar, e dependendo dessa situação”, contou o homem.

Sem condições alguma de trabalhar Joaquim ainda não conseguiu um auxílio doença no INSS e enfrenta dificuldades para sustentar a família.

“Eu tenho que tomar remédio diariamente, pois se não a dor é constante. Não tenho condições de comprar”, falou Joaquim.

Maria Elma sempre está em contato com o TFD e diz está angustiada com a demora.

“A gente quer que ele vá direto para o hospital, que tenha o médico especialista do caso dele, que é o neurocirurgião, e queremos o lado também para ele poder receber pela previdência social”, enfatizou a irmã.

A coordenação local do Tratamento Fora de Domicílio (TFD), programa do Governo do Estado responsável pelos encaminhamentos, informou que o nome do paciente seu Joaquim estava na planilha do mês passado, mas não foi possível a viagem. Esse mês ele foi incluído outra vês na relação, e o encaminhamento que também depende de vagas com o médico especialista em Rio Branco deve acontecer nos próximos dias.

Com informações de Genival Moura

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.