Detentos do presídio Manoel Neri encerram greve de fome em Cruzeiro do Sul

11.04.2018 16:39 Por Redação Juruá Online

A greve durou cerca de 48h e foi encerrada na manhã desta quarta-feira (11); Os presos se reuniram com o Juiz da Vara de Execuções Penais e direção do Iapen.

A greve de fome dos mais de 150 detentos dos pavilhões D e E do Presídio Manoel Neri da Silva encerrou nesta quarta-feira (11), após cerca de 48h. Os detentos anunciaram a greve na segunda-feira (9), após o envio de uma carta onde afirmavam que sofriam agressões físicas e psicológicas e que até viviam em situação desumana.

O diretor do presídio Saulo Santos disse que houve uma reunião com líderes da greve  com o juiz da Vara de Execuções Penais e com Santos onde as reivindicações foram ouvidas. “Eles foram levados na Vara e puderam conversar com o juiz e anunciaram que encerrariam a greve. Não houve motim, quebradeira e nem nada do tipo”, disse.

Santos informou que um o Judiciário estuda a realização de um mutirão para saber quais presos podem ir ao semiaberto ou condicional e ainda informou que o Iapen vai verificar algumas reivindicações que podem ser atendidas. “Eles entenderam nossa situação também. A estrutura que podemos oferecer é essa no momento e que logo vai estar sendo inaugurado o outro prédio onde ficarão mais confortáveis”, afirmou.

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.