Área de floresta na parte central de Cruzeiro é refúgio de criminosos, diz polícia

22.05.2019 15:05 Por videos

A área de floresta entre as avenidas 25 de Agosto e Copacabana numa parte central de Cruzeiro do Sul (AC), tem servido como rota de fuga e esconderijo para marginais, segundo a polícia local. Até hoje, ainda não foram presos dois suspeitos que assaltaram uma escola nas imediações na sexta-feira (17). A dupla que usava arma de fogo fugiu para a mata, levando objetos pessoais de duas professoras. As vítimas tiveram crise de hipertensão e precisaram de atendimento médico.

O roubo aconteceu na escola de ensino infantil, Madre Anselma, mas existem registros de assaltos a outras três instituições de ensino que ficam no entorno da área verde. “Esses indivíduos utilizam aquela área como rota de fuga e eles têm conseguido escapar das prisões em flagrante, mas nesse último caso, as investigações estão em andamento e temos fortes indícios de autoria. Queremos dar uma resposta o mais breve possível”, explica o delegado Lindomar Ventura, que investiga o caso.

De acordo com o delegado, diante da dificuldade de prender os suspeitos em flagrante, a polícia está adotando a estratégia de chegar aos receptadores dos objetos roubados e assim, caminhar para a prisão dos suspeitos.

As funcionárias das escolas localizadas próximo à área de floresta exigem mais vigilância da polícia, com policiamento preventivo para evitar os roubos. As escolas não dispõem de seguranças e a maioria do quadro de servidores é composta por mulheres.

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul informou que estuda a utilização da área para a construção de um parque, mas segundo o prefeito, Ilderlei Cordeiro, o investimento seria alto e dependeria da destinação de emenda parlamentar.

Da redação do Juruá Online

Notícias Recomendadas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.