Com raiva do marido mulher ateia fogo em casa

07.03.2017 14:41 Por jornalismo

O incêndio foi registrado por volta das 14h30, da  ultima sexta-feira, em uma residência localizada na Rua Desembargador Távora no bairro da Várzea, na periferia de Cruzeiro do Sul. Elianise Souza Pinheiro, de 32 anos, mais conhecida por  “Lora” está sendo acusada pelo marido, o trabalhador autônomo, Francisco Cruz Lima, 56 anos, de provocar o incêndio.

Segundo o que contou o trabalhador a nossa reportagem estava na casa dos pais, nas proximidades, quando percebeu uma grande quantidade fumaça que saia de sua residência. Ao chagar no local o proprietário já teria encontrado os vizinhos na tentativa de apagar o fogo, utilizando baldes com água do rio Juruá. O corpo de bombeiros foi acionado e ajudou a controlar as chamas.

Ainda de acordo com o seu Francisco, foi à própria mulher, com quem era casado há cerca de dois anos, quem provocou o incêndio.

“Foi a “Lora” que tocou figo na casa com raiva de mim. Todo dia a gente brigava, ela é usuária de drogas, nunca aceitei isso aqui dentro da minha casa”, contou.

Apenas uma pequena parte da cozinha e do banheiro construído em alvenaria não foi destruída. O morador teve praticamente todos os seus moveis e eletrodomésticos consumidos pelas chamas.

“Comprei um jogo de sofá no valor de R$ 3mil, há quase um ano, faltava apenas três parcelas para terminar de pagar. Muito triste, fiquei apenas com a roupa do corpo”, desabafou.

Perguntado sobre a possibilidade reatar o relacionamento com ex-mulher, seu Francisco foi bem claro, abriu um sorriso e disse, “Nunca mais” finalizou.

Lora, foi conduzida à delegacia geral de polícia de Cruzeiro do Sul, após ser ouvida foi liberada e, desde então, não mais foi vista.

Erisney Mesquita, da redação do juruaonline.com

Recomendado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.