A relação entre a qualidade da alimentação e a quantidade de alimentos ingeridos

13.11.2017 9:20 Por Redação Juruá Online

Um alimento pode ter a mesma concentração calórica de outro, entretanto, pode não fornecer nutrientes necessários para o equilíbrio do corpo, e vice-versa.

Existe uma relação entre a qualidade da alimentação e a quantidade de alimentos ingeridos. A densidade nutritiva refere-se à composição de determinado alimento, que inclui carga de vitaminas, minerais, fitoquímicos que ele fornece, e os benefícios que os nutrientes promovem ao organismo.

Já a densidade enérgica refere-se à quantidade de calorias por volume de alimento. Não relaciona a fonte de calorias com a qualidade nutricional. Um alimento pode ter a mesma concentração calórica de outro, entretanto, pode não fornecer nutrientes necessários para o equilíbrio do corpo, e vice-versa.

 Teste da pipoca: as pessoas comem por comer ou prestam atenção?

As especialistas deram exemplos no programa. Um café da manhã com uma fatia de pão 100% integral com fibras, um ovo mexido com tomate e ervas desidratadas e um copo de vitamina de cacau com banana e leite desnatado tem cerca de 380 calorias. Já um café da manhã com pão francês com manteiga e vitamina de leite integral com achocolatado tem mais ou menos a mesma caloria: 391.

Contudo, o primeiro café da manhã é balanceado. Tem fibras e vitaminas que auxiliam no funcionamento intestinal, antioxidantes, cálcio. Já o segundo tem uma qualidade nutricional inferior. A combinação pode comprometer a saúde se for consumida regularmente.

É preciso observar os valores calóricos e também a densidade nutritiva. Quando consumimos concentrações maiores de nutrientes adequados, apresentamos maior saciedade também, em comparação com uma dieta com alta densidade energética.

Fonte: G1

Recomendado

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site ou de seus editores.