luto_radio_copy.png

Acre

Acre lidera em uso da internet para pedir seguro-desemprego

Na primeira quinzena de maio 661 trabalhadores pediram o seguro-desemprego no Acre. 95,1% dos requerimentos foram feitos pela internet, taxa que põe o Acre como líder nessa modalidade no País.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (21) pela Secretaria Especial do Trabalho do Ministério da Economia. Rondônia (96,7%) e Amazonas (95,9%). As três UFs com menor proporção de requerimentos via Web foram Mato Grosso do Sul (37,6%), Roraima (42,3%) e Goiás (47,1%).

No País, na primeira quinzena de maio, foram contabilizados 504.313 pedidos para o seguro-desemprego. O número representa um aumento de 76,2% na comparação com a mesma quinzena do ano passado (286.272) e de 4,9% na comparação com a segunda quinzena de abril deste ano (480.848). No período, os três estados com maior número de requerimentos foram São Paulo (149.289), Minas Gerais (53.105) e Rio de Janeiro (42.693).

Foi possível verificar também que houve aumento de 58,7% das requisições feitas presencialmente (113.446) em relação à segunda quinzena de abril (71.503). Este crescimento pode ser relacionado à edição do Decreto 10.329 de 28 de abril de 2020, que definiu as atividades de processamento do seguro-desemprego como essenciais, o que contribuiu para a retomada do atendimento presencial.

Ainda assim, é possível constatar que, com as medidas de isolamento social decorrentes da pandemia da covid-19, os atendimentos via web (390.867) se mantiveram em patamar elevado e representaram 77,5% do registrado na primeira quinzena de maio.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA

Image
Image
Image

PUBLICIDADE

Image