luto_radio_copy.png

Variedades

Surto de coronavírus em sauna na China indica que Sars-CoV-2 resiste ao calor

A transmissão do novo coronavírus em uma sauna na cidade de Huai’an, na China, sugere que o SARS-CoV-2, vírus responsável pela doença Covid-19, é resistente e pode causar infecções mesmo em ambientes mais quentes e úmidos.

Para analisar as condições em que ele se espalha, cientistas chineses estudaram o caso. A pesquisa, publicada na revista científica JAMA, acompanhou nove homens entre 24 e 50 anos que contraíram a doença após visitarem o local. Por oferecer piscinas e chuveiros, o ambiente variava entre 25 e 41 °C e tinha uma umidade em torno de 60%.

O hospital em que os pacientes foram atendidos revelou que um deles viajou para Wuhan antes de visitar a sauna em 18 de janeiro. Ele apresentou febre no dia seguinte à ida à casa de banho e foi diagnosticado com Covid-19 em uma semana. Outros sete pacientes que também usaram a sauna e nadaram na mesma área em 18 de janeiro começaram a ter sintomas como febre, tosse, dor de cabeça e congestão no peito entre seis e nove dias após a visita. A nona pessoa era funcionária do balneário e teve início da doença entre 30 e 11 de janeiro, 11 dias após o paciente inicial ter visitado o local.

“Estudos anteriores demonstraram que a taxa de transmissão do vírus é significativamente reduzida em um ambiente com alta temperatura e umidade. No entanto, a julgar pelos resultados deste estudo, a transmissibilidade do SARS-CoV-2 não mostrou sinais de enfraquecimento nessas condições”, afirmou a equipe.

O SARS-Cov-2 se espalha por gotículas respiratórias e contato físico, e geralmente tem um período de incubação entre três e sete dias, embora os indivíduos infectados possam ser assintomáticos por até duas semanas.

No entanto, os cientistas alertam que ainda é muito cedo para determinar como temperaturas mais altas podem afetar a propagação do novo coronavírus. O que se sabe até agora é que as práticas de higiene recomendadas pelas Organização Mundial da Saúde (OMS), como lavar as mãos, e o distanciamento social são essenciais na prevenção da doença.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA

Image
Image
Image

PUBLICIDADE

Image